Domingo, 1 de Março de 2009

Um dos objectivos dos novos programas de português é a sua flexibilidade de adaptação às novas tecnologias. O coordenador responsável pelos programas, o Professor Carlos Reis, sublinhou ontem que estes pretendem revalorizar os textos literários, mas também têm em conta os novos suportes. A notícia da Lusa é citada pelo Público:

A revalorização dos textos literários, enquanto “repositórios de uma cultura, de uma memória cultural e de um legado estético” e as alterações na linguagem introduzidas pelas tecnologias de informação e comunicação são dois aspectos tidos em conta nos novos programas. (…)

“Há 20 anos, as tecnologias de informação e comunicação, os textos electrónicos e o trabalho em rede praticamente não existiam. Estes programas têm isso em conta, sendo certo que todas essas ferramentas e linguagens interferiram e interferem no modo como se fala e como se escreve e a escola tem de estar atenta a isso”, sublinhou.

Segundo Carlos Reis, a escola “estar atenta” não significa “reprimir, ignorar ou proibir”, mas sim “saber trabalhar com isso de forma criteriosa, ou seja, julgando, avaliando e hierarquizando as coisas”. (…)

O ano lectivo 2010/2011 é apontado como um ano de mudança no que respeita às práticas pedagógicas inerentes à Língua Portuguesa, no seguimento da concepção de Novos Programas para a disciplina. (…)

Nos blogues e nos comentários da notícia, é já possível ler algumas reacções a este ponto de vista. Evidentemente, a maior parte das pessoas quer que a escola elimine as tecnologias de informação na formação dos cidadãos do século XXI, ou seja, pretendem que o ensino volte a ser como no século XIX (há quem ponha em causa a qualidade dos livros do Plano Nacional de Leitura!), mas tal como há anos não era preciso tirar a carta para conduzir um carro de bois, e hoje é preciso conhecer uma série de regras para andar no meio do trânsito, assim também tudo o que tem que ver com língua foi sendo alterado e importa ter presente essas mudanças.

Há sempre um lado positivo e um lado negativo nestas decisões: era importante os portugueses verem as opções que as motivam por um lado positivo, novo, e sem mofo: e contrastar com o lado negativo. Uma maneira de problematizar essas observações é bastante simples: se os programas de português que essas pessoas conheceram eram tão bons, porque escrevem tão mal (e acham que escrevem bem)?

Mas afinal, perguntam os autores desses outros blogues e dos comentários na notícia no Público, o que é que eu acho deste novo destaque dado à tecnologia? A resposta é simples: eu, que não sou professor nem estou em vias de sê-lo, li os novos programas e vi que peso essa tecnologia tem. E se todos usamos a internet para comunicarmos em caixas de comentários do Público e em blogues, não vejo como esta manifestação cultural tenha de ser ignorada pela escola. Claro que não é só estudar os novos suportes, é tê-los em conta: e é isso que diz a notícia, foi isso que disse Carlos Reis, e é o que vem nos programas de Português do ensino básico, que essas pessoas manifestamente não leram.



publicado por Ricardo Nobre às 08:41 | referência | comentar

RÁDIO
TSF — Rádio Notícias (emissão directo)
BBC Radio 4 (emissão directo)
BBC World Service (emissão directo)
BBC Radio 3 (emissão directo)
BBC Radio 5 Live (emissão directo)
LIGAÇÕES DE REFERÊNCIA
Informação Geral
BBC News
The Guardian
Público
Times
Diário de Notícias


Cultura
The TLS
BBC | Entertainment & Arts
The Guardian | Culture
Telegraph | Culture
New York Times | Arts
DN | Artes
Ípsilon
El Mundo | Cultura
El País | Cultura
Público | Culturas
Le Monde| Culture

LITERATURA
Bibliotecas
Biblioteca Nacional de Portugal (Porbase)
The British Library
Library of Congress
Bibliothèque nationale de France (Opale)
Biblioteca Nacional de España
National Library of Scotland
Biblioteca da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (SIBUL)
Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra
University of Cambridge Library (Newton)
Oxford University Libraries (SOLO)
Harvard Libraries (HOLLIS)


Editoras
Cambridge University Press: Catálogo de Literatura; Catálogo de Estudos Clássicos
Oxford University Press: Catálogo de Literatura; Catálogo de Estudos Clássicos; More than Words (Oxford World’s Classics)
Routledge: Catálogo de Literatura; Catálogo de Estudos Clássicos
Penguin Books


Revista CLASSICA — Boletim de Pedagogia e Cultura

LÍNGUA PORTUGUESA
Vírgulas
Sujeito e Predicado

Vocativo

Oração Causal

Oração Concessiva

Oração Condicional

Oração Conformativa

Oração Final

Oração Proporcional

Oração Temporal


Uso do apóstrofo


Vocabulário estudado
à
Alcaida
contracto
contrato
de
de mais
demais
grama
majestoso
para
presidenta
sedear
sediar
se não
senão
seriação


Livro de Estilo

Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1945)
Código de Redacção Interinstitucional
Dicionário da Língua Portuguesa (Priberam)
Dicionário da Língua Portuguesa (Porto Editora)
LX Conjugator (conjugação verbal)
MorDeb
Corpus do Português Europeu
Corpus do Português
Corpus Lexicográfico do Português
CETEMPúblico
Corpus Rede de Difusão Internacional do Português
Transliteração do Alfabeto Grego
Associação de Informação Terminológica
Acordo Ortográfico de 1990
Norma Portuguesa de Metrologia

APONTADORES
Bandeira ao Vento
Blogtailors: o blog da edição
Cadê o Revisor?
Detective Cantor
Lóbi do Chá
Memento…
Pesporrente
Português em Dia
Rascunho.net
Relógio D'Água Editores
A Senhora Sócrates
O Vermelho e o Negro
ARTIGOS RECENTES

PÚBLICO Menos

Novo PÚBLICO

Acordo na Faculdade de Le...

Acordo Ortográfico no CCB

Onde o latim acaba e o in...

Balanço de um colóquio

Diogo Infante deixa o D. ...

Memória curta

Também quero o subsídio e...

Governo de salvação nacio...

Quando os escritores não ...

Golpe de estado militar

TOMBO

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

SUBSCREVER FEEDS