Sábado, 25 de Agosto de 2007
Um dos nomes mais importantes da cultura portuguesa actual, o Professor Eduardo Prado Coelho morreu esta manhã em sua casa, noticia a TSF.

Tópicos:

publicado por Ricardo Nobre às 10:31 | referência | comentar

Domingo, 19 de Agosto de 2007

Hustle a partir de amanhã, no horário das 14h, na BBC Prime. Também passa às 19h e às 22h. A não perder mesmo.

An action-packed blend of humour and intrigue, Hustle follows the fortunes of a gang of five expert con-artists let loose on the streets of London. They are specialists in the ways of the grifter and all are keen to liberate cash from the amoral and undeserving. Mickey Stone, master of the long con, is back to his old ways after a two-year stint in prison and is intent on pulling his old gang back together for one final score.



publicado por Ricardo Nobre às 23:10 | referência | comentar | ler comentários (1)

Sábado, 18 de Agosto de 2007
Tiago Bettencourt a solo

O single “Canção simples” é pura poesia (ver vídeo):

Há qualquer coisa de leve na tua mão,
Qualquer coisa que aquece o coração.
Há qualquer coisa quente quando estás,
Qualquer coisa que prende e nos desfaz.

Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.

A forma dos teus braços sobre os meus,
O tempo dos meus olhos sobre os teus.
Desço nos teus ombros para provar
Tudo o que pediste para levar.

Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais...

Tens os raios fortes a queimar
Todo o gelo frio que construí.
Entras no meu sangue devagar
E eu a transbordar dentro de ti.

Tens os raios brancos como um rio,
Sou quem sai do escuro para te ver,
Tens os raios puros no luar,
Sou quem grita fundo para te ter.

Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais...

Quero ver as cores que tu vês
Para saber a dança que tu és.
Quero ser do vento que te faz.
Quero ser do espaço onde estás.

Deixa ser tão leve a tua mão,
Para ser tão simples a canção.
Deixa ser das flores o respirar
Para ser mais fácil te encontrar.

Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais...

Vem quebrar o medo, vem.
Saber se há depois
E sentir que somos dois,
Mas que juntos somos mais.

Quero ser razão para seres maior.
Quero te oferecer o meu melhor.
Quero ser razão para seres maior.
Quero te oferecer o meu melhor.

Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.
Fazes muito mais que o sol.

Tópicos:

publicado por Ricardo Nobre às 14:34 | referência | comentar | ler comentários (1)

Quinta-feira, 9 de Agosto de 2007
Um dos problemas da Caixa Geral de Depósitos é a secção de “marketing”. Não me refiro aos anúncios (da televisão, da rádio ou cartazes de rua), mas a alguns produtos que são colocados para “pescar” clientela. A pesca é feita recorrendo a vários atractivos e, destes, há os verdadeiros, como as vantagens de pertencer a este banco (a flexibilidade do crédito habitação, por exemplo), e as falsas, onde se inclui a oferta ou sorteio de produtos como bonés, relógios, porcelanas e viagens.
Destes produtos postos no mercado, resultam anúncios como o desta foto, retirada da página de acolhimento do serviço CaixaDirecta:


Já se sabe que o pessoal de “marketing” se dá mal com a escrita... e que dificilmente saberá o que é um dicionário, quanto mais um Vocabulário da Língua Portuguesa. Este é um caso bastante curioso, porque o sujeito que escreve até sabe que a palavra é acentuada graficamente, mas não tem capacidade de raciocínio para pensar onde (não ter calhado no c já é sorte). E nem soube ler o que escreveu, porque a deslocação do acento tem consequências na fonética. Mauricías não é o mesmo que Maurícias. Claro que depois isto aparece publicado e a culpa não é de ninguém, e as pessoas que chamam a atenção são chatas: o costume num país que não sabe escrever.

PS: Claro que nada se compara ao BES e ao que este banco espera dos clientes. Nos anúncios, eles são pessoas (os tais que “sabem”) que estão em casa sem pensar em nada. Se não pensam em nada, na última vez que fui ver, é porque são acéfalos ou, noutra perspectiva, calhaus.
Agora que penso nisso: o BES tem anúncios mesmo muito maus, não tem? Dignos de competir com os da TV ou NetCabo.



publicado por Ricardo Nobre às 21:56 | referência | comentar | ler comentários (6)

Sábado, 4 de Agosto de 2007

Este texto é a minha homenagem à Dr.ª Dalila Rodrigues.

A minha mundividência faz-me estar de acordo com muitas políticas seguidas pelo actual governo, nomeadamente no âmbito económico e financeiro. Votei em Sócrates e se fosse hoje voltaria a votar, sem preconceitos. No entanto, ser do PS dá-me liberdade de manifestar a maior repugnância:

 

1) pela proposta de alteração do estatuto dos jornalistas (entretanto vetada pelo Presidente da República);

 

2) pelo controle dos meios de comunicação social por parte de uma entidade reguladora da comunicação social (já o disse antes que a designação oficial deste órgão contém um erro de gramática, não faz sentido dizer entidade reguladora para a comunicação social), que obriga um jornal a submeter-se à mais pura demagogia política;

 

3) pelo afastamento de um professor dos quadros da Direcção Regional de Educação do Norte por causa de piadas, mais ou menos inocentes [não é isso que interessa!], quanto à licenciatura fantasma do primeiro-ministro. Fernando Charrua só poderia ter sido afastado se se tivesse mostrado incompetente nas suas funções;

 

4) pelo afastamento de uma directora de um centro de saúde por não ter retirado um cartaz jocoso de um painel, antes de uma reclamação ter sido escrita. Foi esta senhora substituída pelo ministro da Saúde por alguém sem currículo, mas certamente do PS;

 

5) pelas tentativas de pressão feitas à comunicação social, principalmente no caso da licenciatura fantasma do primeiro-ministro;

 

6) mais recentemente, pela demissão da Dr.ª Dalila Rodrigues como Directora do maior e mais importante museu nacional, para o qual conseguiu um importante mecenas privado e exclusivo, o Millennium BCP, tendo criado tal dinamismo naquela estrutura que o museu viu as visitas serem enormemente aumentadas. Todos estão de acordo: Dalila Rodrigues era a pessoa indicada e alguém capaz de gerir bem, com lucro, o Museu Nacional de Arte Antiga, um baluarte da cultura portuguesa.
A qualificação, apregoada pelo governo dentro do programa Novas Oportunidades, não foi relevante no seu caso.
Ao mesmo tempo, a procura de investigadores e a atracção de investigadores para Portugal não quer dizer absolutamente nada, quando estes mesmos investigadores não são tratados como trabalhadores qualificados, mas como simples bolseiros sem vínculo.
O rigor, a isenção, o perfeccionismo de José Sócrates escoa-se, assim, em decisões que têm que ver com medo de comentários que vão contra o modelo estabelecido.
A lição de Sócrates não é o pai a chegar a casa com a enxada às costas, com as crianças e a mãe (que preparam o jantar e limpam a casa) a correrem para o cumprimentar. A lição de Sócrates é de fachada, pois a realidade não é como ele diz que é, é o inverso. A lição que Sócrates nos dá é de como, descaradamente, afastar competências, colocando no seu lugar não importa quem, desde que vote PS, desde que não critique o PS, desde que não diga nada na comunicação social a não ser que o governo governa bem, que Sócrates é o chefe ideal.

 

Falta criar a legislação que enquadre o perfil do funcionário público. Ao menos nisso o Estado Novo não era hipócrita: as pessoas sabiam do que não podiam falar, o que não podiam fazer.

 

Está-se a criar, descaradamente ou com uma oposição de mãos atadas, o pensamento único.
Ligações: TSF; Directora do Museu Nacional de Arte Antiga afastada do cargo; Vigília de apoio a Dalila Rodrigues reuniu mais de 50 pessoas no Museu de Arte Antiga; Expresso.
PS: Sinto grande admiração científica e intelectual pela Professora Isabel Pires de Lima, mas parece que a sua capacidade política não está de acordo com o seu perfil cultural.


publicado por Ricardo Nobre às 11:15 | referência | comentar | ler comentários (1)

Quarta-feira, 1 de Agosto de 2007
Ainda que eu não as tenha, este blogue vai ter férias até Setembro.
A todos, boas férias!


publicado por Ricardo Nobre às 21:17 | referência | comentar | ler comentários (2)

RÁDIO
TSF — Rádio Notícias (emissão directo)
BBC Radio 4 (emissão directo)
BBC World Service (emissão directo)
BBC Radio 3 (emissão directo)
BBC Radio 5 Live (emissão directo)
LIGAÇÕES DE REFERÊNCIA
Informação Geral
BBC News
The Guardian
Público
Times
Diário de Notícias


Cultura
The TLS
BBC | Entertainment & Arts
The Guardian | Culture
Telegraph | Culture
New York Times | Arts
DN | Artes
Ípsilon
El Mundo | Cultura
El País | Cultura
Público | Culturas
Le Monde| Culture

LITERATURA
Bibliotecas
Biblioteca Nacional de Portugal (Porbase)
The British Library
Library of Congress
Bibliothèque nationale de France (Opale)
Biblioteca Nacional de España
National Library of Scotland
Biblioteca da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (SIBUL)
Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra
University of Cambridge Library (Newton)
Oxford University Libraries (SOLO)
Harvard Libraries (HOLLIS)


Editoras
Cambridge University Press: Catálogo de Literatura; Catálogo de Estudos Clássicos
Oxford University Press: Catálogo de Literatura; Catálogo de Estudos Clássicos; More than Words (Oxford World’s Classics)
Routledge: Catálogo de Literatura; Catálogo de Estudos Clássicos
Penguin Books


Revista CLASSICA — Boletim de Pedagogia e Cultura

LÍNGUA PORTUGUESA
Vírgulas
Sujeito e Predicado

Vocativo

Oração Causal

Oração Concessiva

Oração Condicional

Oração Conformativa

Oração Final

Oração Proporcional

Oração Temporal


Uso do apóstrofo


Vocabulário estudado
à
Alcaida
contracto
contrato
de
de mais
demais
grama
majestoso
para
presidenta
sedear
sediar
se não
senão
seriação


Livro de Estilo

Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1945)
Código de Redacção Interinstitucional
Dicionário da Língua Portuguesa (Priberam)
Dicionário da Língua Portuguesa (Porto Editora)
LX Conjugator (conjugação verbal)
MorDeb
Corpus do Português Europeu
Corpus do Português
Corpus Lexicográfico do Português
CETEMPúblico
Corpus Rede de Difusão Internacional do Português
Transliteração do Alfabeto Grego
Associação de Informação Terminológica
Acordo Ortográfico de 1990
Norma Portuguesa de Metrologia

APONTADORES
Bandeira ao Vento
Blogtailors: o blog da edição
Cadê o Revisor?
Detective Cantor
Lóbi do Chá
Memento…
Pesporrente
Português em Dia
Rascunho.net
Relógio D'Água Editores
A Senhora Sócrates
O Vermelho e o Negro
ARTIGOS RECENTES

PÚBLICO Menos

Novo PÚBLICO

Acordo na Faculdade de Le...

Acordo Ortográfico no CCB

Onde o latim acaba e o in...

Balanço de um colóquio

Diogo Infante deixa o D. ...

Memória curta

Também quero o subsídio e...

Governo de salvação nacio...

Quando os escritores não ...

Golpe de estado militar

TOMBO

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

SUBSCREVER FEEDS